banner_fornecedores

Após três quedas consecutivas, indústria eletroeletrônica registra crescimento
Maio último mostrou-se um mês positivo para a indústria elétrica e eletrônica. Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Est... Leia mais.

Monitor do PIB aponta crescimento de 0,7% da atividade econômica em maio
O Monitor do PIB-FGV aponta crescimento de 0,7% da atividade econômica em maio, na comparação com abril, na análise da série dessazonalizada... Leia mais.

Confiança do empresário do comércio volta a crescer após quatro meses, diz CNC
De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), após ter alcançado o menor patamar da série histórica n... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Materiais e equipamentos desaceleram INCC de março, que avança 0,22%


O Índice Nacional de Custo da Construção do Mercado (INCC-M) apresentou variação de 0,22% em março. O resultado da pesquisa divulgada na última quarta-feira (26) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) é 0,22% menor do que o apresentado no segundo mês do ano.
Com o anúncio, a variação dos preços na construção civil acumula alta de 1,36% no primeiro trimestre do ano e 7,94% no acumulado dos últimos doze meses. Segundo a pesquisa, a maior contribuição para o índice foi o segmento relativo a materiais, equipamentos e serviços que registrou variação de 0,45% - configurando uma retração de 0,23% em relação à alta de 0,68% em fevereiro. Já o índice referente à mão de obra, apresentando alta de 0,01%, ficou praticamente estável no período.
Das sete capitais sondadas pela pesquisa, todas apresentaram desaceleração em fevereiro. A maior queda foi em Porto Alegre, onde o índice foi de 0,83% em fevereiro a 0,29% em março, seguida por Brasília (de 0,29% para 0,11%), Belo Horizonte (de 0,38% para 0,17%), Rio de Janeiro (de 0,42% para 0,18%), São Paulo (de 0,36% para 0,21%), Recife (de 0,41% para 0,24%) e em Salvador (de 0,64% para 0,41%).
Vale ressaltar que o INCC-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.