banner_fornecedores

Indústria de material de construção tem fevereiro regular, apura Abramat
A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) acaba de divulgar a nova edição do Termômetro da Indústria de Mate... Leia mais.

Mortes por choques elétricos aumentam 12% no Brasil, apura Abracopel
Choques elétricos são verdadeiros riscos e o que muitas pessoas não sabem é que eles podem levar à morte. De acordo com Anuário Estatístico ... Leia mais.

Covid-19 causa impacto expressivo na confiança do consumidor em março
O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas (FGV) caiu 7,6 pontos em março, para 80,2 pontos, o menor valor desde j... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Engenheiros do setor da construção pesada são os que ganham mais no Brasil, diz consultoria


Um levantamento da consultoria global de gestão de negócios, Hay Group, divulgado nesta semana mostra que os engenheiros de construção pesada são os mais bem pagos do mercado brasileiro, com salários em média de R$ 11 mil. A pesquisa considerou a remuneração de engenheiros sênior de 12 empresas do setor.
De acordo com Raphael Henrique, um dos consultores responsáveis pelo levantamento, a maior valorização desse cargo se justifica pelo conhecimento diferenciado exigido. "É um profissional especializado que dificilmente vem de outro setor. Além disso, tem sob sua responsabilidade uma equipe maior de subordinados", explica.

Segundo o levantamento, após a construção pesada, esta os profissionais da indústria de base, seguidos pelos colaboradores de construção leve, infraestrutura, agronegócio e comércio/ varejo. Dos oitos itens pesquisados, os colaboradores do segmento "serviços" com salários de cerca de R$ 8 mil são os que recebem salários menores.

Ainda segundo o ranking, as empresas responsáveis por grandes obras como aeroportos, estádios e rodovias também vêm sofrendo com a escassez de engenheiros, o que influencia na remuneração. "Esse cenário acaba inflacionando os salários para atrair esses profissionais", disse o consultor. 

A pesquisa também mostra as influências da desaceleração vivida pelo setor. Em todos os cargos houve diferença entre o número de salários que seriam pagos para cumprimento de 100% da meta e o que, efetivamente, a empresa pagou. "A remuneração variável está muito atrelada ao andamento das obras, por isso, sofre impacto quando há atrasos, comuns em anos eleitorais como 2012. Com a criação de novos projetos e o investimento nos anos anteriores, 2013 como um todo será um ano de entrega", diz Raphael.