banner_fornecedores

Indústria de material de construção tem fevereiro regular, apura Abramat
A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) acaba de divulgar a nova edição do Termômetro da Indústria de Mate... Leia mais.

Mortes por choques elétricos aumentam 12% no Brasil, apura Abracopel
Choques elétricos são verdadeiros riscos e o que muitas pessoas não sabem é que eles podem levar à morte. De acordo com Anuário Estatístico ... Leia mais.

Covid-19 causa impacto expressivo na confiança do consumidor em março
O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas (FGV) caiu 7,6 pontos em março, para 80,2 pontos, o menor valor desde j... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Após queda em julho, custo da construção fica 0,58% mais caro no mês de agosto


O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) apresentou alta de 0,58% em agosto, passando o preço do metro quadrado de R$ 835,95 em julho para R$ 840,76. Dentro deste valor, estão os custos dos segmentos de materiais (R$ 463,03) e mão de obra (R$ 377,73). Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e pela Caixa Econômica Federal.
Em agosto, os custos com materiais registraram alta de 0,23%, indo de 0,12% para 0,35%. Já a parcela da mão de obra ficou 0,86% mais cara. Vale lembrar que em julho esse indicador havia apresentado uma queda de 14,68% por conta da desoneração da folha de pagamento realizada naquele mês, segundo o IBGE.
A região Sul foi a que apresentou a maior alta do Sinapi em agosto no país, com variação de 2,02%. As demais regiões tiveram os resultados de 0,87% (Norte), 0,33% (Nordeste), 0,23% (Sudeste) e 0,55% (Centro-Oeste). O levantamento ainda apurou que os custos do metro quadrado por região foram: R$ 841,03 (Norte); R$ 782,93 (Nordeste); R$ 877,30 (Sudeste); R$ 866,60 (Sul) e R$ 851,77 (Centro-Oeste).
No acumulado de 2013 (janeiro a agosto), o Sinapi apresenta variação negativa de 1,74%. Nos últimos doze meses, por sua vez, o recuo é de 0,51%.