banner_fornecedores

Atividade industrial se aproxima do nível pré-pandemia, revela CNI
A atividade industrial continuou em trajetória de recuperação em julho. Com o novo aumento, os índices de faturamento, horas trabalhadas na ... Leia mais.

Pesquisa revela a expectativas de consumo
Com data marcada para 27 de novembro - menos de um mês antes do Natal - a Black Friday 2020 promete movimentar o varejo. No ano passado, a d... Leia mais.

Vendas no varejo crescem 5,2% em julho e têm a terceira alta seguida no ano
O volume de vendas do varejo cresceu 5,2% em julho em relação ao mês anterior, após a alta recorde de 13,3% em maio e de 8,5% em junho. Esse... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Governo Federal eleva teto de imóvel financiado pelo FGTS para R$ 750 mil


O governo Federal anunciou a decisão de elevar o valor máximo de compra de imóveis com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de 500 mil reais para 750 mil reais nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e no Distrito Federal. Para obter o benefício, o imóvel precisa ser usado como moradia.
Para os outros Estados do país, a decisão também eleva o teto dos preços dos imóveis de R$ 500 mil para R$ 650 mil. A elevação do teto valerá tanto para imóveis quitados à vista com o saldo do FGTS quanto para financiamentos dentro do Sistema Financeiro da Habitação (SFH).
Ainda sobre a decisão, o Conselho Monetário Nacional (CMN) estabelece que o valor do financiamento não seja superior a 80% do valor de avaliação do imóvel. A exceção fica por conta dos financiamentos que prevejam a utilização do Sistema de Amortização Constante (SAC), quando esse percentual pode chegar a 90% do valor de avaliação do imóvel.
Segundo analistas, o aumento do crédito também servirá de estratégia para estimular o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB).