banner_fornecedores

Indústria de material de construção tem fevereiro regular, apura Abramat
A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) acaba de divulgar a nova edição do Termômetro da Indústria de Mate... Leia mais.

Mortes por choques elétricos aumentam 12% no Brasil, apura Abracopel
Choques elétricos são verdadeiros riscos e o que muitas pessoas não sabem é que eles podem levar à morte. De acordo com Anuário Estatístico ... Leia mais.

Covid-19 causa impacto expressivo na confiança do consumidor em março
O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas (FGV) caiu 7,6 pontos em março, para 80,2 pontos, o menor valor desde j... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Alta do preço do metro quadrado começa 2014 em desaceleração


O preço do metro quadrado dos imóveis brasileiros teve um aumento de 0,8% em janeiro, segundo o índice FipeZap, elaborado pela Fipe em parceria com o portal ZAP Imóveis. A variação é 0,2% menor do que a apresentada em dezembro (1%). Apesar da desaceleração, nos últimos 12 meses, o preço aumentou um total de 13,5%.
Das 16 cidades monitoradas pela pesquisa, o destaque ficou com São Paulo, que registrou alta de apenas 0,7% em janeiro, configurando assim o menor aumento da história do ranking, que é calculado desde janeiro de 2008. Brasília foi a única cidade que apresentou retração no mês, de -0,3%.
Já no estado do Rio de Janeiro, houve um aumento ainda maior do índice na variação acumulada em 12 meses. O volume foi de 15,2% em dezembro para 15,5% no primeiro mês de 2014.
Na comparação mensal, pelo levantamento, os maiores aumentos foram registrados em Florianópolis (+1,6%) e em Vitória (+1,4%), enquanto, por outro lado, as menores variações ocorreram em Brasília (-0,3%) e Curitiba (+0,3%).

O preço do metro quadrado, por sua vez, teve média nacional de R$ 7.318. Em relação 
às cidades pesquisadas, os valores ficaram entre R$ 3.830 em Vila Velha e R$ 10.250 no Rio de Janeiro.