banner_fornecedores

Após três quedas consecutivas, indústria eletroeletrônica registra crescimento
Maio último mostrou-se um mês positivo para a indústria elétrica e eletrônica. Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Est... Leia mais.

Monitor do PIB aponta crescimento de 0,7% da atividade econômica em maio
O Monitor do PIB-FGV aponta crescimento de 0,7% da atividade econômica em maio, na comparação com abril, na análise da série dessazonalizada... Leia mais.

Confiança do empresário do comércio volta a crescer após quatro meses, diz CNC
De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), após ter alcançado o menor patamar da série histórica n... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Emprego na construção cresce 0,88% em fevereiro, diz SindusCon-SP


De acordo com pesquisa divulgada nesta segunda-feira (24) pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), em parceria com a Fundação Getulio Vargas (FGV), com a abertura de mais 30,8 mil vagas, o nível de emprego na construção civil brasileira cresceu 0,88% em fevereiro ante o mês anterior.
No período, segundo o levantamento, o número de trabalhadores do setor passou de 3,491 milhões para 3,521 milhões.
Quando comparado ao segundo mês de 2013, a alta do índice é ainda maior, 2,04%. Na ocasião, o setor empregava 3,451 milhões. No acumulado do bimestre em relação ao mesmo período do ano anterior, o indicador apresenta alta de 1,85%.
Para o presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe, o resultado reforça a expectativa positiva do setor para 2014. O executivo vai além e afirma: “as novas contratações reforçam a previsão de que, ao longo do primeiro semestre, a construção ultrapassará o recorde de 3,571 milhões de empregados formais, alcançado em setembro do ano passado”, destaca.

A pesquisa mostra ainda que a Região Sudeste concentra a maior parte das novas vagas, com 15.161, seguida por Sul (8.917), Nordeste (5.590) e Centro-oeste (4.107). A única região que demitiu mais do que contratou em fevereiro foi a Região Norte (-2.897 vagas).