banner_fornecedores

Indústria de material de construção tem fevereiro regular, apura Abramat
A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) acaba de divulgar a nova edição do Termômetro da Indústria de Mate... Leia mais.

Mortes por choques elétricos aumentam 12% no Brasil, apura Abracopel
Choques elétricos são verdadeiros riscos e o que muitas pessoas não sabem é que eles podem levar à morte. De acordo com Anuário Estatístico ... Leia mais.

Covid-19 causa impacto expressivo na confiança do consumidor em março
O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas (FGV) caiu 7,6 pontos em março, para 80,2 pontos, o menor valor desde j... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Vendas dos imóveis novos têm redução de 50% em fevereiro na cidade de São Paulo, diz Secovi


Pesquisa do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP) divulgada nesta quarta-feira (9) mostra que as vendas de imóveis novos na cidade de São Paulo caíram 49,1% em fevereiro na comparação com o mesmo mês do ano passado. Ao todo, no período, foram comercializados 1.927 imóveis. A forte redução também aconteceu no volume financeiro movimentado: no segundo mês deste ano esse número foi de R$ 485,4 milhões, contra R$ 945,9 milhões em fevereiro de 2012.
Em relação a janeiro, a queda de unidades comercializadas foi de 4,8% em fevereiro. No acumulado do primeiro bimestre em 2014, a venda de imóveis somou 2.011 unidades na cidade de São Paulo, registrando um recuo de 27,5% na comparação com o mesmo período 2013 (2.775 unidades). “Ao se confirmar esse comportamento nos próximos meses, talvez seja uma tendência, para este ano, a redução do estoque”, analisa o economista-chefe do Secovi-SP, Celso Petrucci.
Quanto aos lançamentos, de acordo com dados da Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), o segundo mês do ano somou um total de 940 unidades, representando queda de 48,2% sobre mesmo mês de 2013 (1.816 imóveis) e alta de 127,6% sobre janeiro (413 unidades). O volume de lançamentos expresso em valores, segundo a pesquisa, totalizou R$ 585,1 milhões.

Como já havia acontecendo, os imóveis de 2 e 3 dormitórios predominaram as vendas e os lançamentos na cidade de São Paulo, em fevereiro. O segmento representou 77,3% das unidades lançadas e 87,3% das comercializadas. Separadas, as unidades de 2 dormitórios participaram com pouco mais da metade do volume escoado (56,9% e 558 unidades).