banner_fornecedores

Atividade industrial paulista mostra reação em maio, aponta Fiesp e Ciesp
A indústria paulista de transformação mostrou reação positiva em maio, após dois meses de quedas generalizadas em março e abril. O Levantame... Leia mais.

Confiança empresarial recupera 61% das perdas do bimestre março-abril
O Indicador de Incerteza da Economia (IIE-Br) da Fundação Getulio Vargas (FGV) caiu 16,7 pontos em junho, para 173,6 pontos. Com a segunda q... Leia mais.

Estudo da Juntos Somos Mais mostra a expectativa dos varejistas no pós-crise
Pesquisa realizada pela Juntos Somos Mais, ecossistema do varejo da construção civil, que contempla mais de 75 mil varejistas e mais de 20 e... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Alta do Sinapi fica praticamente estável em julho, segundo o IBGE


O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) apresentou em julho variação de 0,58%, ficando próximo da taxa de junho, quando registrou alta de 0,59%. Em julho de 2013, já com a aplicação da desoneração da folha de pagamento, o índice foi de -6,15%. Os dados foram divulgados na última sexta-feira (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Caixa Econômica Federal.

No acumulado de janeiro a julho, o Sinapi tem crescimento de 4,28%. Já o indicador dos últimos doze meses situou-se em 7,29%. Quando não considerada a desoneração da folha de pagamento, o acumulado do ano situa-se em 4,34% e o dos últimos doze meses, em 7,36%.
O custo nacional da construção por metro quadrado, que em junho fechou em R$ 891,73, passou para R$ 896,88, sendo R$ 490,65 relativos aos materiais e R$ 406,23 à mão de obra. Sem considerar a desoneração da folha de pagamento, o custo do metro quadrado fechou julho em R$ 959,35, sendo que R$ 490,73 refere-se aos materiais e R$ 468,62 à mão de obra.
A região Sul apresentou a maior variação do Sinapi em julho, com taxa de 1,41%. Os demais resultados foram: Norte (0,47%); Sudeste (0,23%); Nordeste (0,52%) e Centro-Oeste (1,23%). Assim, os custos regionais por metro quadrado ficaram em: R$ 899,15 na região Norte; R$ 835,95 na Nordeste; R$ 942,18 na Sudeste; R$ 980,65 na Sul e R$ 899,82 na Centro-Oeste.