banner_fornecedores

Queda da atividade industrial se intensifica em abril, apura sondagem da CNI
De acordo com a Sondagem Industrial da Confederação Nacional da Indústria (CNI), os efeitos causados pela pandemia de coronavírus sobre a in... Leia mais.

Monitor do PIB aponta retração de 1,0% na economia no primeiro trimestre
O Monitor do PIB-FGV aponta, na análise da série dessazonalizada, retração de 1,0%, na atividade econômica no primeiro trimestre, na compara... Leia mais.

Indústria tem queda de 4,7% em abril sobre o mesmo mês de 2019
A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) divulga nesta segunda-feira (18 de maio), a nova edição da sua pes... Leia mais.


Usuário:
Senha:


CUB volta a crescer em outubro em São Paulo, diz SindusCon-SP


O Custo Unitário Básico (CUB) da construção civil do Estado de São Paulo, calculado sobre obras não incluídas na desoneração da folha de pagamento, registrou alta de 0,12% em outubro em relação ao mês anterior, quando o índice se manteve estável. Os dados são da pesquisa divulgada nesta segunda-feira (3) pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).
Entre janeiro e outubro de 2014, o CUB paulista acumula alta de 6,31%. Já nos últimos 12 meses, o indicador apresenta avanço de 6,48%.
As despesas com mão de obra subiram 0,21% em relação a setembro, os custos com materiais de construção registraram queda de 0,09%, e os salários dos engenheiros tiveram aumento de 1,15%. Com os resultados, o valor da construção por metro quadrado ficou em R$ 1.168,99 em outubro contra R$ 1.167,54 em setembro.
CUB desonerado
O custo das obras incluídas na desoneração da folha de pagamento registrou aumento de 0,13% em outubro, totalizando R$ 1.087,44 por metro quadrado. As despesas com mão de obra apresentaram alta de 0,24%, os custos com materiais de construção recuaram 0,09%, e os salários dos engenheiros se elevaram em 1,15%. No acumulado de 2014, o índice aumentou 6,19%.