banner_fornecedores

Atividade industrial se aproxima do nível pré-pandemia, revela CNI
A atividade industrial continuou em trajetória de recuperação em julho. Com o novo aumento, os índices de faturamento, horas trabalhadas na ... Leia mais.

Pesquisa revela a expectativas de consumo
Com data marcada para 27 de novembro - menos de um mês antes do Natal - a Black Friday 2020 promete movimentar o varejo. No ano passado, a d... Leia mais.

Vendas no varejo crescem 5,2% em julho e têm a terceira alta seguida no ano
O volume de vendas do varejo cresceu 5,2% em julho em relação ao mês anterior, após a alta recorde de 13,3% em maio e de 8,5% em junho. Esse... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Índice de estoques no varejo acelera, diz a Fecomercio SP


O Índice de Estoques (IE) calculado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) acelerou em novembro pelo terceiro mês consecutivo, para alta de 2,1% em relação a outubro, ao atingir 111,8 pontos. Na mesma base de comparação, o indicador, que capta a percepção dos comerciantes em relação ao volume de mercadorias estocadas nas lojas, tinha avançado 1,1% em outubro (109,5 pontos) e 0,7% em setembro (108,3 pontos). Em relação a novembro do ano passado, contudo, o IE caiu 13,6%.

A melhora na adequação dos estoques vem após um período de deterioração decorrente do excesso de produtos armazenados, consequência de vendas abaixo do estimado. A FecomercioSP destaca, contudo, que isso ocorreu, mais uma vez, por um "motivo ruim": a diminuição dos empresários com estoques abaixo do esperado - que caiu para 13,3% em novembro, ante 14,5% em outubro e 13,7% no mesmo mês de 2013 - acompanhada do aumento da proporção daqueles com excesso de produtos (30,6%, acima dos 30,5% em setembro e 20,8% em novembro do ano passado).

Fonte: Agência Estado