banner_fornecedores

Queda da atividade industrial se intensifica em abril, apura sondagem da CNI
De acordo com a Sondagem Industrial da Confederação Nacional da Indústria (CNI), os efeitos causados pela pandemia de coronavírus sobre a in... Leia mais.

Monitor do PIB aponta retração de 1,0% na economia no primeiro trimestre
O Monitor do PIB-FGV aponta, na análise da série dessazonalizada, retração de 1,0%, na atividade econômica no primeiro trimestre, na compara... Leia mais.

Indústria tem queda de 4,7% em abril sobre o mesmo mês de 2019
A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) divulga nesta segunda-feira (18 de maio), a nova edição da sua pes... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Venda formiguinha de material de construção cai após cinco anos


O volume de vendas de materiais de construção para as famílias -o chamado consumo "formiga"- apresentou queda no acumulado do ano e as previsões para o fechamento de 2014 não animam.

Estimativas da Abramat (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção) apontam encolhimento de até 5% no faturamento real com o comércio para a indústria e de 1% das vendas do varejo para o consumidor.

Se confirmadas as previsões, será a primeira queda de faturamento do setor no país desde 2009. 

De janeiro a setembro, as vendas de materiais de construção para o varejo -que inclui o consumo das famílias- recuaram 0,2%, segundo a entidade, com base em dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Na avaliação do presidente da Abramat, Walter Cover, a diminuição das vendas se dá pelo pessimismo com a economia. "As famílias acabam adiando reformas no imóvel e a compra da casa própria. Elas tentam não assumir dívidas mais longas."

Parte dessa retração se justificaria, também, pelo crédito mais caro e restrito, o que se reflete numa redução da intenção de gastos das famílias com investimentos na casa.