banner_fornecedores

Indústria de material de construção tem fevereiro regular, apura Abramat
A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) acaba de divulgar a nova edição do Termômetro da Indústria de Mate... Leia mais.

Mortes por choques elétricos aumentam 12% no Brasil, apura Abracopel
Choques elétricos são verdadeiros riscos e o que muitas pessoas não sabem é que eles podem levar à morte. De acordo com Anuário Estatístico ... Leia mais.

Covid-19 causa impacto expressivo na confiança do consumidor em março
O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas (FGV) caiu 7,6 pontos em março, para 80,2 pontos, o menor valor desde j... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Maioria dos executivos acredita em melhora do mercado imobiliário em 2016, diz Abrainc


Uma sondagem realizada pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) durante reunião bimestral de seu Conselho Deliberativo, na última semana, constatou que 67% dos executivos de incorporadoras de capital aberto e/ou presença nacional acreditam que em 2016 as vendas deverão ser maiores que as realizadas em 2014 e neste ano.

Em relação aos lançamentos imobiliários, 79% das empresas apostam que o volume de oferta será igual ou menor ao realizado em 2014, contra 57% registrado na apuração de fevereiro. De acordo com a Abrainc, o setor deve centralizar seus esforços na comercialização das unidades em estoque, o que representará boas oportunidades para os compradores.

Em nota, a entidade afirma que "para os empresários, o cenário econômico ruim, as últimas determinações governamentais visando ao ajuste fiscal e a movimentação da Caixa Econômica Federal elevando por duas vezes os juros para o financiamento habitacional estão contribuindo para a piora do cenário do setor. Entretanto, o fator que mais está impactando está atrelado à queda da atividade econômica e, consequentemente, a insegurança da população em relação à manutenção do emprego".

O Conselho Deliberativo da Abrainc se reúne a cada dois meses para discutir produtividade, modelo de negócios, desburocratização e relacionamento com o mercado imobiliário.