banner_fornecedores

Indústria de material de construção tem fevereiro regular, apura Abramat
A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) acaba de divulgar a nova edição do Termômetro da Indústria de Mate... Leia mais.

Mortes por choques elétricos aumentam 12% no Brasil, apura Abracopel
Choques elétricos são verdadeiros riscos e o que muitas pessoas não sabem é que eles podem levar à morte. De acordo com Anuário Estatístico ... Leia mais.

Covid-19 causa impacto expressivo na confiança do consumidor em março
O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas (FGV) caiu 7,6 pontos em março, para 80,2 pontos, o menor valor desde j... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Governo Federal se compromete a regularizar os pagamentos do Minha Casa Minha Vida até agosto


Em reunião realizada na última segunda-feira (29) em Brasília, o Governo Federal se comprometeu com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) que vai regularizar todas as pendências com o setor até 15 de agosto. Entre elas, estão os pagamentos atrasados para as construtoras do Minha Casa Minha Vida (MCMV), cuja dívida chega a R$ 1,6 bilhão.
A proposta da CBIC é que já seja feito um desembolso de R$ 600 milhões para a quitação de parte dos passivos do programa nos primeiros dias de julho. A entidade também propôs o remanejamento dos prazos de pagamento para a Faixa I do MCMV e a readequação do cronograma de projetos cujas obras tenham menos de 70% de execução.
Já o governo prometeu realizar mudanças nos desembolsos do MCMV: as medições passarão a ser pagas com prazo de 30, 45 e 60 dias, de acordo com o porte da empresa. Também não serão feitas novas contratações.
"O governo nos dá um sinal de que deseja solucionar os problemas e vamos aguardar", afirma José Carlos Martins, presidente da CBIC. Para ele, o setor da construção civil precisa trabalhar com previsibilidade e planejamento. Outra reunião com o Governo Federal foi marcada para daqui 30 dias.