banner_fornecedores

Queda da atividade industrial se intensifica em abril, apura sondagem da CNI
De acordo com a Sondagem Industrial da Confederação Nacional da Indústria (CNI), os efeitos causados pela pandemia de coronavírus sobre a in... Leia mais.

Monitor do PIB aponta retração de 1,0% na economia no primeiro trimestre
O Monitor do PIB-FGV aponta, na análise da série dessazonalizada, retração de 1,0%, na atividade econômica no primeiro trimestre, na compara... Leia mais.

Indústria tem queda de 4,7% em abril sobre o mesmo mês de 2019
A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) divulga nesta segunda-feira (18 de maio), a nova edição da sua pes... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Caixa cria novas linhas de crédito para financiamento imobiliário com recursos do FGTS


A Caixa Econômica Federal lançou nesta semana uma nova linha de crédito imobiliário para incorporadoras e construtoras que executem empreendimentos com imóveis de até R$ 300 mil. Os financiamentos, feitos com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), serão de até 80% do valor da obra, limitados a 50% do valor total de vendas, com taxas de juros a partir de 8,5% ao ano.
As empresas interessadas devem apresentar à instituição financeira o projeto de engenharia e a documentação para análise de risco, além de comprovar a venda de, no mínimo, 30% das unidades do empreendimento até a data da contratação. Os recursos para a linha são da ordem de R$ 1 bilhão, de acordo com o vice-presidente de Habitação da Caixa, Teotônio Rezende.
O banco também anunciou a disponibilização de uma linha de crédito para empresas que executam a construção de empreendimentos com unidades residenciais de até R$ 750 mil nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Distrito Federal; e de até R$ 650 mil nos demais estados.
Crédito para Pessoa Física
Outra novidade anunciada pela Caixa é a liberação de R$ 4 bilhões para a linha de financiamento imobiliário pró-cotista, destinada a trabalhadores titulares de contas vinculadas do FGTS que financiem imóveis residenciais em áreas urbanas. A linha de crédito financia até 85% de imóveis de até R$ 400 mil, pelo prazo máximo de 360 meses, com taxas de juros efetivas que variam entre 7,85% e 8,85% ao ano.