banner_fornecedores

Indústria de material de construção tem fevereiro regular, apura Abramat
A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) acaba de divulgar a nova edição do Termômetro da Indústria de Mate... Leia mais.

Mortes por choques elétricos aumentam 12% no Brasil, apura Abracopel
Choques elétricos são verdadeiros riscos e o que muitas pessoas não sabem é que eles podem levar à morte. De acordo com Anuário Estatístico ... Leia mais.

Covid-19 causa impacto expressivo na confiança do consumidor em março
O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas (FGV) caiu 7,6 pontos em março, para 80,2 pontos, o menor valor desde j... Leia mais.


Usuário:
Senha:


FGTS pode ser usado para pagamento em três possibilidades


O saldo do FGTS pode ser utilizado para pagamento da casa própria e segundo a Caixa Econômica Federal, existem três possibilidades de uso. Para quem deseja comprar ou construir um imóvel residencial, o saldo do FGTS pode ser utilizado constituindo parte do pagamento ou pagamento do valor total. Há também a possibilidade de amortização ou liquidação do saldo devedor, ou então é possível usar o fundo para diminuir em até 80% o valor das prestações em até 12 meses consecutivos.

Primeiramente é importante que o interessado em adquirir um imóvel consulte seu saldo e veja quanto pode ser utilizado na operação de seu interesse. Posteriormente é preciso separar a documentação necessária. Entregá-la na agência mais próxima. Não é permitido o uso do FGTS para compra de imóvel comercial; reforma de imóvel; compra de terrenos sem construção ao mesmo tempo; compra de material de construção; compra de imóveis residenciais para familiares, dependentes ou outras pessoas.

O FGTS também pode ser usado para adquirir imóveis usados e a taxa de juros é de 5% ao ano. Nesse tipo de financiamento, a prestação não pode ser maior que 30% da renda familiar bruta. Para conseguir qualquer linha de crédito imobiliário é necessário ser brasileiro nato ou naturalizado; se estrangeiro, possuir visto permanente no País; ter cadastro sem restrições (Serasa, SPC, BACEN e Receita Federal); possuir capacidade econômico-financeira para pagamento da prestação mensal; ter capacidade civil e ser maior de 18 anos.