banner_fornecedores

Indústria de material de construção tem fevereiro regular, apura Abramat
A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) acaba de divulgar a nova edição do Termômetro da Indústria de Mate... Leia mais.

Mortes por choques elétricos aumentam 12% no Brasil, apura Abracopel
Choques elétricos são verdadeiros riscos e o que muitas pessoas não sabem é que eles podem levar à morte. De acordo com Anuário Estatístico ... Leia mais.

Covid-19 causa impacto expressivo na confiança do consumidor em março
O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas (FGV) caiu 7,6 pontos em março, para 80,2 pontos, o menor valor desde j... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Custo da construção sobe 7,22% em 2015, diz FGV


O Índice Nacional de Custo da Construção - M (INCC-M) registrou variação de 0,12% em dezembro, ficando abaixo do resultado do mês anterior, de 0,40%, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira (22) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Assim, no ano o índice teve crescimento de 7,22%, sendo 6,66% referentes à Materiais, Equipamentos e Serviços e 7,72% à Mão de Obra.
Em dezembro, o indicador relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços teve alta de 0,23% no último mês do ano contra 0,86% em novembro. A parcela do índice correspondente a Materiais e Equipamentos foi de 0,22% ante 0,88%; enquanto a que corresponde aos Serviços passou de uma taxa de 0,77% em novembro para 0,28% em dezembro.
Já o índice relativo à Mão de Obra variou 0,02% em dezembro, sendo que no mês anterior não houve variação.
Apresentaram aceleração em suas taxas de variação as cidades de Brasília (de 0,08% para 0,13%) e Recife (de 0% para 0,02%). Em contrapartida, Rio de Janeiro (de 0,48% para 0,23%) e Porto Alegre (de 0,43% para 0,20%), Belo Horizonte (de 0,38% para 0,13%), São Paulo (de 0,55% para 0,11%) e Salvador (de 0,26% para 0%) registraram desaceleração.