banner_fornecedores

Atividade industrial se aproxima do nível pré-pandemia, revela CNI
A atividade industrial continuou em trajetória de recuperação em julho. Com o novo aumento, os índices de faturamento, horas trabalhadas na ... Leia mais.

Pesquisa revela a expectativas de consumo
Com data marcada para 27 de novembro - menos de um mês antes do Natal - a Black Friday 2020 promete movimentar o varejo. No ano passado, a d... Leia mais.

Vendas no varejo crescem 5,2% em julho e têm a terceira alta seguida no ano
O volume de vendas do varejo cresceu 5,2% em julho em relação ao mês anterior, após a alta recorde de 13,3% em maio e de 8,5% em junho. Esse... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Crédito habitacional avança 13% em 2015 na Caixa Econômica Federal


Segundo balanço divulgado pela Caixa Econômica Federal (CEF), as contratações da carteira de crédito habitacional somaram R$ 91,1 bilhões ao final de 2015, o que representa uma evolução de 13% no ano.
Desse total, R$ 55,5 bilhões vieram de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), incluindo subsídios, e R$ 34,8 bilhões com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), além de R$ 807 milhões contratados com outros recursos. O crédito habitacional continuou a ser o principal destaque do banco em 2015, que representa a liderança de mercado com 67,2% de participação.
Já as Letras de Crédito Imobiliário alcançaram saldo de R$ 111,9 bilhões no ano passado, avanço de 28,2% em relação a 2014. Por fim, as operações de saneamento e infraestrutura, que possibilitam investimentos nas áreas de mobilidade urbana, energia, logística, e saneamento básico, por exemplo, alcançaram saldo de R$ 70,9 bilhões, com evolução de 24,9% em 12 meses.
A CEF também informou que, no ano passado, o seu lucro foi de R$ 7,2 bilhões, o que representa um aumento de 0,9% em relação a 2014. O retorno sobre patrimônio líquido médio nos últimos 12 meses foi de 11,4%.