banner_fornecedores

Atividade industrial paulista mostra reação em maio, aponta Fiesp e Ciesp
A indústria paulista de transformação mostrou reação positiva em maio, após dois meses de quedas generalizadas em março e abril. O Levantame... Leia mais.

Confiança empresarial recupera 61% das perdas do bimestre março-abril
O Indicador de Incerteza da Economia (IIE-Br) da Fundação Getulio Vargas (FGV) caiu 16,7 pontos em junho, para 173,6 pontos. Com a segunda q... Leia mais.

Estudo da Juntos Somos Mais mostra a expectativa dos varejistas no pós-crise
Pesquisa realizada pela Juntos Somos Mais, ecossistema do varejo da construção civil, que contempla mais de 75 mil varejistas e mais de 20 e... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Caixa passa a ser a responsável pela seleção e contratação de habitações do Minha Casa Minha Vida Entidades


O ministro das Cidades, Bruno Araújo, assinou na última quinta-feira (16) a Portaria 258, que trata dos recursos do Fundo de Desenvolvimento Social (FDS) do programa Minha Casa, Minha Vida, na modalidade Entidades. A medida é uma reedição da portaria nº 173 de maio, na época da então presidente Dilma Rousseff, e foi publicada no Diário Oficial da União de hoje (17).
O texto traz novos critérios técnicos para a seleção a contratação de propostas e financiamento do MCMV Entidades, que passa a ser de responsabilidade da Caixa Econômica Federal. Antigamente, essa atribuição era da Secretaria Nacional de Habitação. A relação das entidades que constavam na portaria 173, porém, foi mantida.
O banco passa a ter o limite de contratação de 6.250 unidades habitacionais distribuídas por regiões do país, mas o Ministério das Cidades afirmou que apresentará proposta ao Conselho Curador do FDS para aumentar esse valor em até cinco mil unidades habitacionais, o que é previsto na Lei Orçamentária Anual.