banner_fornecedores

Indústria de material de construção tem fevereiro regular, apura Abramat
A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) acaba de divulgar a nova edição do Termômetro da Indústria de Mate... Leia mais.

Mortes por choques elétricos aumentam 12% no Brasil, apura Abracopel
Choques elétricos são verdadeiros riscos e o que muitas pessoas não sabem é que eles podem levar à morte. De acordo com Anuário Estatístico ... Leia mais.

Covid-19 causa impacto expressivo na confiança do consumidor em março
O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas (FGV) caiu 7,6 pontos em março, para 80,2 pontos, o menor valor desde j... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Preço do metro quadrado no País fica praticamente estável em julho, mostra FipeZap


Divulgado nesta quarta-feira (3) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e o ZAP Imóveis, o Índice FipeZap apresentou uma variação de 0,06% em julho em relação ao mês anterior. Das 20 capitais pesquisadas, sete apresentaram variação negativa, sendo que, em apenas seis, o aumento dos preços superou a inflação esperada no período.
O acumulado entre janeiro e julho mostrou uma alta de 0,09%, com queda nominal em seis das 20 cidades pesquisadas: Rio de Janeiro (-1,82%), Distrito Federal (-0,29%), Recife (-1,37%), Niterói (-1,81%), Santos (-0,09%) e Goiânia (-0,69%).
Nos últimos 12 meses, entretanto, houve uma pequena queda nominal, de -0,09%. O resultado implica, novamente, no menor resultado do índice na sua série histórica, nessa base de comparação. Como a inflação prevista para o período é de 8,62%, o preço médio anunciado do metro quadrado apresentou uma queda real de -8,01%. Todas as cidades pesquisadas registraram variação menor à inflação esperada nos últimos 12 meses. No Rio de Janeiro, Recife, Niterói e no Distrito Federal, houve queda nominal.
O valor médio do m² no mês de julho foi de R$ 7.637 nas 20 cidades. Os metros quadrados mais caros do País continuaram sendo Rio de Janeiro (R$ 10.241) e São Paulo (R$ 8.625).
As cidades com o menor valor de metro quadrado foram Contagem (R$ 3.628) e Goiânia (R$ 4.180).