banner_fornecedores

Indústria de material de construção tem fevereiro regular, apura Abramat
A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) acaba de divulgar a nova edição do Termômetro da Indústria de Mate... Leia mais.

Mortes por choques elétricos aumentam 12% no Brasil, apura Abracopel
Choques elétricos são verdadeiros riscos e o que muitas pessoas não sabem é que eles podem levar à morte. De acordo com Anuário Estatístico ... Leia mais.

Covid-19 causa impacto expressivo na confiança do consumidor em março
O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas (FGV) caiu 7,6 pontos em março, para 80,2 pontos, o menor valor desde j... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Caixa Econômica Federal suspende linha Pró-Cotista por tempo indeterminado


A Caixa Econômica Federal (CEF) informou em nota que a linha de crédito Programa Especial de Crédito Habitacional ao Cotista (Pró-Cotista) está suspensa por tempo indeterminado para novas contratações. O motivo, segundo o banco, é o comprometimento total do orçamento disponibilizado pelo Conselho Curador do Fundo de Garantia ao Tempo de Serviço (FGTS).
Em maio, o Ministério das Cidades remanejou R$ 2,54 bilhões para a linha de crédito, totalizando 7,54 bilhões de recursos em 2017. Imóveis novos tinham prioridade na utilização do financiamento, sendo que 60% dos recursos são para este fim.
Para ter acesso aos empréstimos da Pró-Cotista, os interessados devem ter, no mínimo, três anos de trabalho e conta vinculada ao Fundo de Garantia ao Tempo de Serviço (FGTS) e não ser proprietários de imóveis no município ou região metropolitana onde moram ou trabalham, ou possuir financiamento no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) em qualquer parte do País.
São três faixas de imóveis contempladas: até R$ 225 mil, até R$ 500 mil e até R$ 950 mil. A taxa de juros efetiva é de 8,85% ao ano, mas é oferecida uma de 7,85% ao ano a clientes que tenham débito em conta ou conta salário.