banner_fornecedores

Queda da atividade industrial se intensifica em abril, apura sondagem da CNI
De acordo com a Sondagem Industrial da Confederação Nacional da Indústria (CNI), os efeitos causados pela pandemia de coronavírus sobre a in... Leia mais.

Monitor do PIB aponta retração de 1,0% na economia no primeiro trimestre
O Monitor do PIB-FGV aponta, na análise da série dessazonalizada, retração de 1,0%, na atividade econômica no primeiro trimestre, na compara... Leia mais.

Indústria tem queda de 4,7% em abril sobre o mesmo mês de 2019
A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) divulga nesta segunda-feira (18 de maio), a nova edição da sua pes... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Adequação de imóveis antigos gera estruturas mais modernas, sustentáveis e econômicas


Em tempos de crise econômica, a adequação de prédios antigos a padrões de modernidade e sustentabilidade podem contribuir para a redução de gastos tanto do condomínio quanto do morador, principalmente em contas como água e luz.

Dentre as possibilidades de adequação na área de energia e distribuição, estão o uso de painéis capazes de captar a energia solar fotovoltaica, gerando eletricidade para as áreas comuns do prédio. Contudo, na hora de escolher o material é preciso levar em conta questões como tamanho das áreas comuns, consumo elétrico dos materiais etc.

No caso das instalações hidráulicas, é possível realizar a troca de encanamentos, a instalação de hidrômetros individuais e a instalação de reservatórios de água, de forma simples e prática, capazes de coletar a água de torneiras e chuveiro, por exemplo, que pode ser utilizada pelo condomínio.

Em 2017, um levantamento feito indicou que cerca de 1/4 dos imóveis da capital paulista foram construídos na década de 70, apresentando diversos problemas, que poderiam ser minimizados através da adequação aos modelos atuais de sustentabilidade e modernização.