banner_fornecedores

Atividade industrial paulista mostra reação em maio, aponta Fiesp e Ciesp
A indústria paulista de transformação mostrou reação positiva em maio, após dois meses de quedas generalizadas em março e abril. O Levantame... Leia mais.

Confiança empresarial recupera 61% das perdas do bimestre março-abril
O Indicador de Incerteza da Economia (IIE-Br) da Fundação Getulio Vargas (FGV) caiu 16,7 pontos em junho, para 173,6 pontos. Com a segunda q... Leia mais.

Estudo da Juntos Somos Mais mostra a expectativa dos varejistas no pós-crise
Pesquisa realizada pela Juntos Somos Mais, ecossistema do varejo da construção civil, que contempla mais de 75 mil varejistas e mais de 20 e... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Empregos formais no setor da construção crescem 0,56% em fevereiro


De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, o setor da construção registrou no mês de fevereiro saldo positivo de 11.097 trabalhadores formais, alta de 0,56% em relação ao mês anterior. Desde 2014, não era registrado saldo positivo do setor para o mês de fevereiro. No acumulado de 12 meses, o saldo é de 29.396 postos de trabalho.

O levantamento aponta que foram observadas 116.254 admissões e 105.157 desligamentos no setor em fevereiro. As classes com os maiores índices foram: construção de edifícios (5.894 postos), instalações elétricas (1.621 postos) e obras de urbanização (1.050 postos).

Segundo o economista da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Luís Fernando Melo Mendes, o resultado foi positivo no setor frente ao mesmo período de 2018, quando o saldo foi negativo (-3.607 postos de trabalho), mas poderia ser melhor. “Já há uma recuperação, mas ela ainda é fraca diante das perdas de vagas observadas nos últimos anos”, destaca.