banner_fornecedores

Após três quedas consecutivas, indústria eletroeletrônica registra crescimento
Maio último mostrou-se um mês positivo para a indústria elétrica e eletrônica. Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Est... Leia mais.

Monitor do PIB aponta crescimento de 0,7% da atividade econômica em maio
O Monitor do PIB-FGV aponta crescimento de 0,7% da atividade econômica em maio, na comparação com abril, na análise da série dessazonalizada... Leia mais.

Confiança do empresário do comércio volta a crescer após quatro meses, diz CNC
De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), após ter alcançado o menor patamar da série histórica n... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Índice Nacional da Construção Civil teve variação de 0,11% em maio


O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apresentou variação de 0,11% em maio, taxa 0,23 ponto percentual (p.p.) menor do que a de abril (0,34%). Em maio de 2018, o índice havia ficado em 0,55%. Com o resultado, no acumulado de 12 meses o índice tem inflação de 4,49%, percentual inferior aos 4,95% apurados no mesmo período precedente.

Em maio, o custo nacional da construção ficou em R$ 1.131,89 por metro quadrado, considerando a desoneração da folha de pagamento. A parcela dos materiais variou 0,39%, chegando ao valor de R$ R$ 592,48, enquanto o custo da mão de obra por metro quadrado teve deflação de 0,21%, passando a custar R$ 539,41.

No acumulado do ano, os custos com materiais variaram 2,27%, e a mão de obra atingiu 0,91%. Em 12 meses, os valores ficaram em 6,63% (materiais) e 2,25% (mão de obra).

Na análise por regiões do Brasil, o IBGE apurou que, em maio, a região Centro-Oeste teve a menor variação nos custos da construção, alcançando o percentual de -0,13%. As regiões Nordeste e Norte apresentaram as maiores altas, com 0,23% cada uma.