banner_fornecedores

Após três quedas consecutivas, indústria eletroeletrônica registra crescimento
Maio último mostrou-se um mês positivo para a indústria elétrica e eletrônica. Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Est... Leia mais.

Monitor do PIB aponta crescimento de 0,7% da atividade econômica em maio
O Monitor do PIB-FGV aponta crescimento de 0,7% da atividade econômica em maio, na comparação com abril, na análise da série dessazonalizada... Leia mais.

Confiança do empresário do comércio volta a crescer após quatro meses, diz CNC
De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), após ter alcançado o menor patamar da série histórica n... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Indústria de material de construção inicia último trimestre mantendo crescimento



A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) divulga a nova edição do Índice Abramat. A pesquisa reúne dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e indicadores elaborados pela Fundação Getulio Vargas (FGV) das variações mensais em faturamento e emprego da indústria o setor. O destaque nessa edição é o crescimento no faturamento do segmento como um todo, impulsionado pela alta nas vendas de produtos para acabamento.
De acordo com a entidade, em outubro, o Índice aponta crescimento de 1,2% no faturamento em relação a setembro e um incremento ainda maior - de 2,8% - sobre o mesmo mês do ano anterior. Com esse desempenho, de janeiro a outubro de 2019, o  setor tem desempenho 1,9% superior ao mesmo período de 2018 e na comparação dos últimos 12 meses, a alta é de 1,2%.
A elevação no faturamento se explica, sobretudo, pelo aumento das vendas de material de acabamento, que registrou crescimento de 3,2% em relação a setembro. O desempenho de vendas desse material em relação a outubro de 2018 foi 4,7% maior.
Os dados confirmam a expectativa positiva nutrida pelo setor. Na última edição do Termômetro, pesquisa de opinião conduzida mensalmente pela Abramat com seus associados, prevaleceu uma projeção otimista sobre as vendas em outubro.
Quanto às vagas de emprego, o resultado observado em 2019 segue estável. No mês, o setor apresentou baixa de 0,1% no número de vagas em relação a setembro. Comparado a outubro de 2018, a indústria de material de construção apresentou redução de 0,2% nas vagas de emprego. “A atual edição do Índice está em consonância com aquilo que a entidade tem declarado sobre o setor desde o início do ano. Para que o crescimento observado ganhe uma proporção maior no curto e médio prazo, além das retomadas dos setores imobiliário e de infraestrutura, trabalhamos com o entendimento de que há potencial para ganho de produtividade no setor a partir da modernização”, explica Rodrigo Navarro, presidente da Abramat.
Segundo ele, a Associação continuará pleiteando questões que entende como fundamentais ao setor. Pautas como a difusão da plataforma BIM, o incentivo à modernização dos parques fabris dos associados, o intercâmbio de boas práticas internacionais e domésticas, modernização do marco regulatório do saneamento básico, a interlocução com a sociedade civil e o poder público, dentre outras atividades desenvolvidas pela Abramat. “O objetivo é conferir sustentabilidade ao crescimento do setor de forma propositiva”, finaliza Navarro.