banner_fornecedores

Produção industrial recua em 13 dos 15 locais pesquisados, aponta IBGE
A Pesquisa Industrial Mensal, apurada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na série com ajuste sazonal, mostra que, ... Leia mais.

Nível de Utilização da Capacidade Instalada melhora em maio, revela FGV IBRE
Em maio, o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) apresentou leve melhora, segundo cálculos do Instituto Brasileiro de Economia ... Leia mais.

Percentual de famílias com trabalho afetado pela pandemia sobe, mostra pesquisa
Pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE) mostra que pelo menos um membro de 57,2% das ... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Regularidade marca os negócios nas indústrias da construção em novembro


A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) acaba de divulgar a nova edição do Termômetro da indústria do setor. A pesquisa de opinião, realizada com as lideranças das empresas associadas, reflete as expectativas futuras e opinião sobre o atual momento do segmento. Além da análise das vendas no mês de novembro, o estudo destaca a continuidade de um otimismo moderado e crescimento considerável da pretensão de investimentos nos próximos 12 meses.
O levantamento de novembro apurou que para 55% das associadas, o faturamento no mês foi considerado "regular". Para 45%, o período foi "bom" ou "muito bom". Não houve menções a desempenhos "ruins".
Para este mês de dezembro, a expectativa é de manutenção na positividade: 41% esperam um mês "bom", 52% acreditam em um período "regular" e 7% indicam um dezembro pior.
O setor mantém avaliação ligeiramente positiva sobre o governo. Em novembro o número de empresas que se declarou "indiferente" às ações governamentais foi 74%, enquanto o número de associadas otimistas foi 26%, levando as declarações "pessimistas" a zero.
Ainda na pesquisa, 78% das indústrias informaram que pretendem fazer investimentos nos próximos 12 meses. As intenções concentram-se na modernização dos meios de produções e na expansão da capacidade.