banner_fornecedores

Indústria de material de construção tem fevereiro regular, apura Abramat
A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) acaba de divulgar a nova edição do Termômetro da Indústria de Mate... Leia mais.

Mortes por choques elétricos aumentam 12% no Brasil, apura Abracopel
Choques elétricos são verdadeiros riscos e o que muitas pessoas não sabem é que eles podem levar à morte. De acordo com Anuário Estatístico ... Leia mais.

Covid-19 causa impacto expressivo na confiança do consumidor em março
O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) da Fundação Getulio Vargas (FGV) caiu 7,6 pontos em março, para 80,2 pontos, o menor valor desde j... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Indústrias do setor esperam confirmação da tendência de crescimento


A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) acaba de divulgar a nova edição da pesquisa Índice Abramat, realizada pela Fundação Getulio Vargas (FGV) com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) referente às vendas de material de construção no País. Os resultados são positivos, com crescimento acumulado de 2% no ano passado e expectativa de um faturamento 4% maior em 2020.
De acordo com os dados da entidade, a indústria do setor faturou, em dezembro, 2% a mais do que no mesmo mês do ano anterior, fator importante para os resultados de 2019, que se mostram mais relevantes se comparados às seguidas retrações observadas entre 2015 e 2017.
Rodrigo Navarro, presidente da Abramat, explica que a indústria de material de construção aponta para o crescimento. “Tendo sido 2019 um ano dentro do esperado, a previsão é registrarmos um incremento maior em 2020, que se confirmando será o terceiro ano de crescimento, aumentando a possibilidade do setor se estruturar para que essa tendência positiva seja sustentável”, afirma.
A pesquisa destaca, ainda, os números de emprego no setor, que mantém a estabilidade e não apresenta elevação do número de vagas no setor em relação a dezembro do ano anterior. No acumulado do ano, houve queda de 0,3% no número de funcionários. No entanto, em 2019 as indústrias de materiais básicos registraram alta de 0,3%, enquanto as fabricantes de material de acabamento registraram baixa de 1,3%.

Fonte: Revista Anamaco