banner_fornecedores

Queda da atividade industrial se intensifica em abril, apura sondagem da CNI
De acordo com a Sondagem Industrial da Confederação Nacional da Indústria (CNI), os efeitos causados pela pandemia de coronavírus sobre a in... Leia mais.

Monitor do PIB aponta retração de 1,0% na economia no primeiro trimestre
O Monitor do PIB-FGV aponta, na análise da série dessazonalizada, retração de 1,0%, na atividade econômica no primeiro trimestre, na compara... Leia mais.

Indústria tem queda de 4,7% em abril sobre o mesmo mês de 2019
A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) divulga nesta segunda-feira (18 de maio), a nova edição da sua pes... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Taxa de desemprego na construção é de 11,2% no trimestre


Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o número de trabalhadores do setor da indústria da construção aumentou no último trimestre encerrado em janeiro de 2020 frente ao mesmo trimestre do ano anterior.
O levantamento apontou que os empregados no setor somaram 6,781 milhões de pessoas entre novembro de 2019 e janeiro de 2020. No mesmo período anterior (novembro de 2018 a janeiro de 2019), o número de trabalhadores era de 6,740 milhões.
Apesar do bom resultado, quando comparado ao trimestre imediatamente anterior (de agosto a outubro de 2019), o número de trabalhadores no período entre novembro do ano passado e janeiro de 2020 caiu 65 mil ocupações. Segundo a economista do Banco de Dados da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Ieda Vasconcelos, o período de final e início de ano é sazonal para o segmento. Fatores como as chuvas e férias auxiliam na redução das atividades.
Ainda conforme o levantamento do IBGE, a taxa de desemprego no Brasil, no trimestre encerrado em janeiro de 2020, foi de 11,2%, o que indica uma queda de 0,4 ponto percentual em relação ao trimestre imediatamente anterior. Frente ao mesmo período do ano passado (quando a taxa foi de 12%), houve redução de 0,8 ponto percentual.
Entre novembro de 2019 e janeiro deste ano, o número de desempregados no setor da construção ficou em 11,9 milhões de pessoas, queda de 453 mil pessoas em relação ao trimestre móvel anterior e de 712 mil pessoas face ao mesmo trimestre do ano anterior.