banner_fornecedores

Após três quedas consecutivas, indústria eletroeletrônica registra crescimento
Maio último mostrou-se um mês positivo para a indústria elétrica e eletrônica. Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Est... Leia mais.

Monitor do PIB aponta crescimento de 0,7% da atividade econômica em maio
O Monitor do PIB-FGV aponta crescimento de 0,7% da atividade econômica em maio, na comparação com abril, na análise da série dessazonalizada... Leia mais.

Confiança do empresário do comércio volta a crescer após quatro meses, diz CNC
De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), após ter alcançado o menor patamar da série histórica n... Leia mais.


Usuário:
Senha:


Nível de Utilização da Capacidade Instalada melhora em maio, revela FGV IBRE


Em maio, o Nível de Utilização da Capacidade Instalada (NUCI) apresentou leve melhora, segundo cálculos do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE). O indicador, que havia caído em abril para 57,3% - o menor nível da série histórica, iniciada em 2001 - subiu, ligeiramente, para 60,3%. A melhora ocorreu em 12 dos 19 segmentos pesquisados na Sondagem da Indústria, mas foi insuficiente para recuperar os 18 pontos percentuais que perdeu na passagem de março para abril.
O levantamento revela, ainda, que o maior percentual de empresas (19,9%) está operando entre 60% a 69% de sua capacidade, quando a média dessa faixa para o período seria de apenas 10,3%. Porém, a análise mostrou o comportamento divergente dos segmentos: enquanto alguns reabriram parte de suas fábricas, outros viram o número de indústrias fechadas aumentarem.
Renata de Mello Franco, economista da entidade e responsável pelo levantamento, destaca que apesar da boa notícia o resultado geral de maio não representa melhora consistente do ritmo de produção. Ela explica que o número do último mês é o segundo menor da série histórica, e ficou 19,5 pontos percentuais abaixo da média da série: 79,8%, até março de 2020.